Buscar
  • CP Fisiatria

DISTONIA E ESPASTICIDADE

A espasticidade é uma condição muscular caracterizada por uma rigidez dos músculos afetados. É causada por doenças ou lesões neurológicas que afetam o Sistema nervoso central como: AVC, traumatismos crânio encefálicos e da medula espinhal, paralisia cerebral, doenças degenerativas e infecciosas.

Tais lesões prejudicam os músculos afetados (perda de função parcial ou total), associado a hiperatividade variável do tônus muscular e consequente rigidez do membro afetado. O tratamento da espasticidade é multidisciplinar, envolvendo diversas especialidades como neurologista, fisiatra, ortopedista, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, entre outros.

A distonia é uma desordem neurológica que se caracteriza por espasmos musculares involuntários que produzem movimentos repetitivos e postura anormal. Os espasmos podem afetar pequenas partes do corpo, como olhos, pescoço ou mãos (distonia focal), duas partes vizinhas como pescoço e braço (distonia segmentar), um dos lados inteiros do corpo (hemidistonia) ou todo o corpo (distonia generalizada). As causas da distonia ainda são desconhecidas, entretanto, acredita-se que a distonia primária não é consequência de nenhuma outra doença ou lesão, e sim causada por uma patologia no Sistema Nervoso Central. A parte do cérebro afetada é aquela responsável pela função motora. A distonia crônica também pode apresentar um fator genético para o seu aparecimento. Já a distonia secundária é causada por doenças ou acidentes que provoque lesão em certas partes do cérebro. Apesar de não existir uma cura, a distonia pode ser tratada com medicamentos e fisioterapia. Atualmente, a Toxina botulínica tipo A é o melhor tratamento para a maior parte delas e pode ser indicada pelo neurologista para promover o relaxamento de determinadas musculaturas e melhorar a mobilidade do paciente. Marque uma consulta com a gente e veja o melhor tratamento para você!




© 2018 Todos os Direitos Reservados para Clínica Paulista. Desenvolvido por Agência OQF.

  • Facebook
  • Instagram